Adriana Varejão

Rio de Janeiro, RJ, 1964


Umas das artistas contemporâneas brasileiras mais prestigiadas internacionalmente, Adriana Varejão resgata temáticas como história da arte, arte religiosa, história do Brasil e da China, e paisagens de marinhas, para produzir uma obra que tem o corpo como temática constante. Suas pinturas e esculturas são marcadas pela revelação de entranhas do interior dos próprios trabalhos.


Primeira artista brasileira a ter, em vida, um trabalho adquirido por uma instituição de prestígio internacional como a Tate Modern, Varejão também revela suas referências - provenientes de estudos minuciosos - na utilização de elementos barrocos, como os excessos e as ornamentações, e na representação de cerâmicas chinesas do período Song (960-1279), que a inspiraram para produzir os azulejos craquelados.

Ruína e charque

Ruína e charque 

Poliuretano expandido e óleo sobre madeira 

210 x 170 x 55 cm 

2001