Almeida & Dale | Foto Cine Clube Bandeirante: Itinerários globais, estéticas em transformação

Exposições

Foto Cine Clube Bandeirante:
Itinerários globais, estéticas em transformação

Curadoria: Iatã Cannabrava e José Antonio Navarrete

Abertura: 29.01.2022 — sábado das 11h às 16h

Jerzy Reichmann, Férias, c. 1967
gelatina e prata sobre papel, vintage, 39,4 x 27,7 cm

Barbara Mors, Sol e vento, c. 1950
gelatina e prata sobre papel, vintage, 29,9 x 38,8 cm

Victorio Micheletti, Álbum fotográfico, s.d.
fichário com negativos e provas fotográficas, 24,2 x 20 x 4 cm

João Minharro, Deserto in yelo, s.d.
c-print color print, vintage, 27,2 x 41 cm

Projeto inédito sobre as transformações estéticas na produção do Foto Cine Clube Bandeirante com um recorte de 1940 a 1980, 137 fotografias, de 40 artistas, além de boletins e catálogos integram a exposição. Ativos protagonistas de uma transformação artística, os integrantes do fotoclubismo fizeram circular mundialmente o que era feito em cada território, estimulando produções e um diálogo que marcou a história da fotografia.

A exposição não só traz em conta a apoteose da fotografia modernista como coloca ênfase na produção artística do clube durante os anos 60 e 70. Incluindo fotos que pertencem a diferentes instituições como Itaú Cultural e Foto Cine Clube Bandeirante, além de coleções privadas.

Iatã Cannabrava, fotógrafo e gestor cultural, tornou-se um dos maiores especialistas neste conjunto da fotografia brasileira, enquanto José Antonio Navarrete já pesquisava o movimento na América Latina, como haviam trabalhado no Fórum Latino-Americano de Fotografia, na perspectiva de fazerem algo juntos em relação ao fotoclubismo, veio a parceria nesta curadoria.

Além das obras selecionadas na exposição, o visitante encontrará objetos que desvelam o processo de trabalho dos fotógrafos como a caixa de portfólio onde se mostra o intercâmbio entre o FCCB e os aficionados norte-americanos - que eram utilizadas para estimular o exercício da crítica entre os participantes do fotoclubismo - e ainda um caderno/álbum em que o fotógrafo marcava no negativo o que queria fazer.

Entre outras singularidades que se destacam, há a produção colorida realizada pelo Foto Clube a partir da década de 1960 e, ainda na última sala, um pouco do cenário dos anos 1960 e 1970, onde figuras vinculadas à fase inicial do modernismo conviviam com os novos fotógrafos que estavam aparecendo, como Magdalena Schwartz, Raul Eitelberg e Frederico Mielenhausen, que introduziram novos temas, critérios de configuração visual e uma sensibilidade inédita na fotografia do clube, até então.

Artistas:
Ademar Manarini, Aldo A. de Souza Lima, Alvaro Macedo Jr, Angelo Francisco Nutti, Antonio S. Victor, Barbara Mors, Camilo Joan, Cesar Anderáos, Chico Albuquerque, Eduardo Salvatore, Euclides Machado, Frederico Mielenhausen, Galliano Calliera, Gaspar Gasparian, Geraldo de Barros, German Lorca, Gertrudes Altschul, Herros Cappello, Ivo Ferreira da Silva, Jacob Polacow, Jerzy Reichmann, João B. Nave Filho, João Minharro, José Antonio Vergareche, José Oiticica Filho, José Yalenti, Madalena Schwartz, Marcel Giró, Nelson de Souza Rodrigues, Paulo Pires da Silva, Plinio S. Mendes, Raul Eitelberg, Roberto Marconato, Roberto Yoshida, Rubens Teixeira Scavone, Sergio Trevellin, Takashi Kumagai, Thomaz Farkas, Victorio Micheletti e Waldemiro Moretti.

Visitação:
Segunda a sexta-feira das 10h às 18h
Sábado das 11h às 16h. Exceto feriado
Até 19 de março de 2022
Entrada gratuita

Segunda a sexta-feira das 10h às 18h
Exceto feriados

+55 11 3882 7120
galeria@almeidaedale.com.br

Rua Caconde, 152 – 01425–010
São Paulo – SP