José Leonilson - Artista | Almeida & Dale

José Leonilson

Fortaleza - Ceará, 1957 São Paulo - São Paulo, 1993

A obra de Leonilson reflete uma expressão subjetiva forte e pessoal. Em seus desenhos, pinturas e delicados bordados. trabalha com palavras e cartografias do corpo na constituição de um de diário particular, e ao mesmo tempo aberto.

Leonilson constrói uma narrativa romântica, em busca do sublime; muitas vezes tratando também de um inconformismo que se liga à impotência, à impossibilidade da ação. O despojamento formal de seus bordados parece intensificar ainda mais o conteúdo sentimental, por revelar uma certa precariedade da condição humana.

Ao se descobrir portador do vírus da Aids, o medo, a morte e a doença tornam-se temas recorrentes em seus trabalhos. Passa a pensar sobre transcendência e a fragilidade da vida, aprofundando-se nas ideias de ausência, luto e memória. Ao tratar da intimidade de forma ainda mais profunda, bem como, ao falar de medos e sentimentos universais sua obra torna-se mais delicada e comovente no final de sua vida. Em 1994, recebeu uma homenagem póstuma e o prêmio da Associação Paulista de Críticos de Artes pelo conjunto de sua obra.

Aladim e seu capitão, 1991

acrílica e tinta metálica sobre tela
151 x 75 cm

O imperfeito, 1993

linha sobre tecidos
155 x 97 cm

Rifat, c. 1988

arame e fio de cobre sobre veludo
93 x 58 x 3 cm

Copo / garrafa, 1983

acrílica sobre lona
68 x 177 cm

Isto é a lua, não a última chance, 1989

acrílica sobre lona
83 x 50 cm

Sem título, 1984

acrílica e tinta metálica sobre lona
110,5 x 200 cm

Liberec, 1989

tinta de caneta permanente e aquarela sobre papel
40,5 x 30,5 cm

Com as mãos no bolso; com as mãos abanando, c. 1991

linha sobre veludo
92 x 53 cm

Caro mercador, 1989

acrílica sobre lona
48 x 51 cm

Sem título (da série primeiras experiências com paintstick nº 1 a 5), 1988

bastão de óleo sobre papel
40 x 155 cm (políptico)

Sem título (da série primeiras experiências com paintstick nº 1), 1988

bastão de óleo sobre papel
40 x 155 cm (políptico)

Sem título (da série primeiras experiências com paintstick nº 2), 1988

bastão de óleo sobre papel
40 x 155 cm (políptico)

Sem título (da série primeiras experiências com paintstick nº 3), 1988

bastão de óleo sobre papel
40 x 155 cm (políptico)

Sem título (da série primeiras experiências com paintstick nº 4), 1988

bastão de óleo sobre papel
40 x 155 cm (políptico)

Sem título (da série primeiras experiências com paintstick nº 5), 1988

bastão de óleo sobre papel
40 x 155 cm (políptico)

O pescador de pérolas, 1991

fio e tinta metálica sobre voile
36 x 31 cm

Segunda a sexta-feira das 10h às 18h
Sábado das 11h às 16h
Exceto feriados

+55 11 3882 7120
galeria@almeidaedale.com.br

Rua Caconde, 152 – 01425–010
São Paulo – SP